[LIVROS] Por Universos Nunca Dantes Navegados

Olá amigos,

Essa é mais uma dica que vem da lista Intempol, e foi enviada por Gabriel Boz.

“Autores portugueses e brasileiros apresentam um conjunto de narrativas inéditas de ficção científica e fantasia, demonstrando que o gênero fantástico em língua portuguesa continua intenso e criativo. Com organização e seleção de Jorge Candeias e Luís Filipe Silva e edição final de Luís Filipe Silva”

Há cerca de dois anos, no Fórum Fantástico 2005 (Portugal), foi apresentado o projeto editorial de Luís Filipe Silva e Jorge Candeias de uma antologia de ficção fantástica lusófona. Tendo a adesão superado as expectativas dos seus editores, foi selecionado um conjunto de contos a serem publicados por eventuais editoras interessadas.

Dois anos depois, Luís Filipe Silva revela a edição final da antologia “Por Universos Nunca Dantes Navegados”

Nas suas palavras, trata-se de uma nova Antologia de contos e novelas de literatura fantástica moderna da língua portuguesa, lida por elfos e extraterrestres, recheada de aventuras mágicas no reino das leis da física, polinsaturada com dispositivos mecânicos e unicórnios, a transbordar de feitiços e manuais de instruções, que sobreviva em atmosferas pesadas de noventa gravidades e lagos de metano, que se reproduza autonomamente na presença de papiro, e cujo Primeiro Contacto se faça no derivado lusitano do latim.

O objetivo é criar um espaço para o imaginário em português. Que nos revelasse se há uma forma diferente e própria de pensar o futuro. Que incentivasse a escrita no formato conto. Que acolhesse literatura fantástica em todas as manifestações, da tecnofantasia ao mito. Que desse uma oportunidade igual a autores conhecidos e desconhecidos, deste e do outro lado do Atlântico, de se mostrarem no seu melhor.

Desta, resultou a selecção final das 14 histórias que se apresentam neste livro, da pena de autores portugueses e brasileiros. Os contos selecionados são da autoria de João Ventura, Wolmyr Alcantara, Yves Robert, Octavio Aragão, Jorge Candeias, Gabriel Boz, Telmo Marçal, Carlos Orsi, Carlos Patati, Sofia Vilarigues, António Candeias, Maria Helena Bandeira e Carla Cristina Pereira.

Conteúdo

Luís Filipe Silva, Introdução: O Estranho Caso da Prospectória Amnésica

Um breve percurso pela história da ficção científica portuguesa e uma tentativa de entender o fenômeno peculiar de ser uma literatura que em todas as gerações consegue feitos imediatamente ignorados ou esquecidos pelas gerações posteriores, numa constante quebra de continuidade.

João Ventura, Resíduos Sólidos Urbanos

Tudo o que uma civilização moderna produz acaba eventualmente tornando-se num resíduo: os objetos que utiliza, a tecnologia, os meios de fabricação, a comida, o vestuário, os medicamentos… tudo o que tem uso acaba por eventualmente encontrar caminho para o grande caudal de matérias para reciclagem e despejo em distantes aterros sanitários… será que aqui estamos incluidos nós próprios?…

Wolmyr Alcantara, Oberon

Que fome sentem os demônios? Que aspecto assumem no nosso mundo? E porque é
tão sedutora a promessa que oferecem de um paraíso eterno, ainda que ilusório e falso?

Yves Robert, Fome de Pássaro

Quando se perde o amor, onde se recolhe a memória, quem guarda a saudade, porque assume o mundo um manto de tristeza que comanda os atos e convoca os espectros e finalmente faz convergir o outro plano da existência no nosso?

Octavio Aragão, Para Tudo se Acabar na Quarta Feira

Um regresso ao ambiente das favelas do Rio de Janeiro que nos faz recordar o filme “Cidade de Deus”, onde uma luta pelo poder entre grupos rivais terá uma consequência devastadora. Uma história emocionalmente forte.

Jorge Candeias, Littleton

O que prometia ser uma descontração num ambiente artificial feito à medida do utilizador transforma-se numa história de ação e perigo…mas fará mesmo parte da história? Ou por detrás do cenário existirá de fato quem procure matar John Walker?

Gabriel Boz, Digital Éden

Uma visita de um mundo virtual e a uma eterna saudade.

Telmo Marçal, O Pico de Hubert

Quando se acabar a utopia da nossa civilização, de recursos inesgotáveis e fontes de energia permanentes, que mundo de intensa brutalidade resultará?
Como será possível sobreviver?

Carlos Orsi, Disse a Profetisa

Nem sempre quem cai dos céus é um deus ou um anjo…

João Ventura, Assassinos de Sobreiros

Quando a posse mais procurada são árvores, os parques florestais são equipados com os mais modernos sistemas de defesa de ataques de guerrilha…

Carlos Patati, A Irmandade

Dentro de nós somos um ou uma multidão? Devemos ouvir a multidão, escutar as
suas ordens? E se essa multidão for real, e existir mesmo?

Sofia Vilarigues, O Nevoeiro que Desvendou Realidades

Um neto regressa a casa e às raízes da sua infância, num momento de transformação e esquecimento, e encontra o rumo da vida que nunca pensou existir.

Maria Helena Bandeira, Ponte Frágil Sobre o Nada

Uma mãe luta desesperadamente por manter a sanidade e a vida do filho, quando percebe que o mundo em que existiu até então era artificial.

António & Jorge Candeias, Deus das Gaivotas

Um homem numa praia deserta sonha com histórias, e as histórias sonham-no a ele, visitam-no pela noite, e no final o homem descobre que este é apenas um de muitos mundos.

Carla Cristina Pereira, Xochiquetzal em Cuzco – Uma Princesa Asteca no Reino
dos Incas

E se Vasco da Gama tivesse procurado dominar a feitoria da América Latina, antecipando os espanhóis e nunca permitindo que o Tratado de Tordesilhas se concretizasse? Toda a América Latina falaria português, estaria controlada pelos portugueses do século XVI… que ameaças existiriam então ao Novo Mundo, que povos seriam nossos aliados… e inimigos?

Onde encontrar?

Deverá efetuar a sua encomenda pela loja Lulu.com no seguinte endereço:
http://www.lulu.com/content/1377530

Interessados em contatar os autores nacionais ou saber mais sobre a antologia, fiquem a vontade para entrar em contato com Gabriel Boz – gboz@gboz.com .

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: