[FALANDO NISSO …] Bons livros de ficção científica no Brasil

Hoje estou inaugurando a coluna “Falando Nisso …”!

Mas que coluna é essa afinal ?!

A idéia de criar esse espaço surgiu durante o evento Fontes da Ficção, o qual participei em 29/11/2008, na livraria Martins Fontes em SP. Trata-se, na verdade, de um complemento a alguma conversa entre amigos, assunto levantado ou algo que ficou no ar. No caso desse primeiro tópico, irei falar um pouco sobre alguns títulos de ficção científica lançados no Brasil nos últimos anos.

… … …

Durante o encontro Fontes da Ficção, um assunto foi levantado entre alguns participantes … os títulos de ficção científica do Brasil. A Expada da Galáxia, do Marcelo Cassaro, A Corrida do Rinoceronte, de Roberto Causo e Hegemonia, do Clinton Davisson foram alguns títulos lembrados durante a conversa!

Um dos comentários que surgiu na conversa foi que nada de interessante havia sido lançado no campo da ficção científica no Brasil desde A Espada da Galáxia, do Marcelo Cassaro. Bem, estamos falando aqui do ano de 1995, quando esse livro foi publicado. De lá pra cá já se passaram quase 14 anos, isso quer dizer, tempo suficiente para bons livros de ficção científica surgirem.

Abaixo traço uma pequena linha de tempo falando um pouco sobre os livros de ficção científica lançados desde a publicação do livro do Cassaro, alguns mencionados durante a conversa no Fontes da Ficção.

A Espada da Galáxia ganhou o Prêmio Nova no ano de 1995. O livro traz como protagonista, Kursor, comandante de uma raça alienígena conhecida como Metalianos. Kursor vem a Terra em uma missão pessoal de vingança, mas acaba batendo de frente com os humanos e com uma força-tarefa enviada pelo próprio planeta Metalian. Além dos Metalianos, Marcelo Cassaro nos apresenta uma raça inimiga, os Traktorianos. O final do livro deixa algumas pontas soltas, dando a impressão de que havará continuação, mas o autor deu preferência ao RPG quando continuou a explorar A Espada da Galáxia.

No ano 2000 foi a vez de Octávio Aragão nos apresentar o universo compatilhado Intempol, com o lançamento de uma antologia de contos de mesmo nome. Na verdade, Octávio iniciou o projeto Intempol com o conto Eu Matei Paolo Rossi, na antologia Outras Copas, Outros Mundos, de 1998, pela editora Ano-Luz. Intempol fala sobre uma polícia temporal com características brasileiras e reúne contos sobre viagens no tempo de Octavio Aragão, Lúcio Manfredi, Jorge Nunes, Osmarco Valladão, Carlos Orsi Martinho, Paulo Elache, Fábio Fernandes e Gerson Lodi-Ribeiro.

Em Outros Brasis, livro de Gerson Lodi Ribeiro, lançado pela editora Unicórnio-Azul em 2006, encontramos uma obra de História Alternativa, um Brasil visto de outra forma e com uma realidade alternativa a qual vivemos. Ainda não li esse livro mas já ouvi falar muito bem dele. Se encontrarmos nessa obra a mesma qualidade que Gerson escreve o universo de Taikodom, com certeza é um livro que vale muito a pena.

2006 também foi o ano de lançamento do livro A Corrida do Rinoceronte, do autor Roberto de Souza Causo, pela editora Devir. Nesse intrigante livro, Causo faz uma ligação entre um programador de softwares brasileiro, que vai tentar a vida em South River nos EUA, um Chevrolet Camaro, uma policial americana, responsável pelo controle de corridas de rua …

Já em 2008, Cristina Lasaits nos brinda com uma antologia de contos excelente, Fabúlas do Tempo e da Eternidade. Nesta coletânea a autora explora o tempo em diversos contos que parecem distintos um do outro, porém, podemos perceber os elementos de cada um se interligando enquanto o tempo corre.

Tema um pouco esquecido nos últimos anos pela ficção científica, os extraterrestres voltam a ser colocados como foco principal no livro De Roswell a Varginha, de Renato Azevedo. Uma policial e um jornalista descobrem alguns fatos envolvendo seus avós, ligados ao Caso Roswell e outros. Nessa obra também encontramos algumas referências a Arquivo X, como os Faroleiros, que lembram muito os Pistoleiros da série.

Imagine se a nova droga fosse a realidade virtual, criando uma verdadeira migração em massa a ponto de deixar o governo preocupado com a “debandada” geral? Quem vai trabalhar ou mesmo defender a nação dos ataques inimigos? Esse é o cenário da saga Hegemonia, de Clinton Davisson, bastante elogiado pela crítica.

Já em 2008, J.M. Beraldo lança Despertar, o primeiro livro da Coleção Taikodom, baseada no massive game da Hoplon, empresa nacional que já está despertando as atenções do mundo com seu game. Em Despertar, somos apresentados a Jorge Santiago e Augusto Carrera, dois amigos brasileiros que servem a Força Aeroespacial da União do Centro, bloco geopolítico do qual o Brasil fazia parte em meados do século XXI, época em que as mega-corporações já haviam migrado para o espaço interplanetário, e dado início à exploração e à colonização do Sistema Solar.

Enfim, os títulos acima são apenas alguns dos bons livros de ficção científica nacional que podemos encontrar nas livrarias. Em uma próxima oportunidade falaremos de outros títulos como A Mão que Cria, do Octávio Aragão e Fome do Tibor Moricz.

… … …

por Tiago Castro
contato@tiagocastro.com.br

Uma resposta para [FALANDO NISSO …] Bons livros de ficção científica no Brasil

  1. Alan Correa disse:

    nossa, nunca tinha ouvido falar de nenhum desses livros, fiquei com vontade de ler esse “Espada da Galáxia”, fora as capas que são super interessantes

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: